Páginas

quinta-feira, 1 de março de 2012

Conflitos


Entrei no banheiro e me encarei no espelho. Reparei nas olheiras profundas, no olhar apagado, no cabelo sem corte e necessitado de hidratação, na pele que precisa de cuidados.
Quando vi tudo isso, determinei: “Vou dormir mais cedo! Vou cuidar mais de mim! Vou mudar o corte do cabelo radicalmente, extravasar! Eu vou... eu vou...”. Eu vou o que?

Depois desse desejo repentino de mudança, eu lembrei dos meus problemas, da minha conta bancária negativa, das contas que não pude pagar esse mês, da minha falta de ânimo, das minhas dores corporais, da falta que sinto daquilo que ainda nem sei o que é.

Desanimei. Desanimei porque as pessoas não mudam. Não vou dormir mais cedo e nem vou cortar o cabelo radicalmente. Vou dizer: “Só as pontinhas, por favor”, porque é isso que pessoas covardes como eu fazem.

Diante disso tudo quis me isentar da culpa, me esquivar: “Ah, mas eu não durmo oito horas porque estudo e trabalho, não dá tempo. Ah, mas eu não mudo o cabelo porque ele é cacheado, não fica legal. Ah, não tenho dinheiro sobrando por isso estou assim e assado. Ah porque, porque, porque”. Essa sou eu enganando a mim mesma.

Sempre que escuto coisas do tipo: “Como você se imagina daqui a cinco anos?”, tento ao máximo dispersar os pensamentos que me vem à cabeça. Disperso porque é frustrante chegar em 2017, olhar para trás e ver que nada do que respondi e imaginei de fato aconteceu.

Encaro o espelho do banheiro novamente.

Silencio.

Respiro fundo.

Volto a trabalhar.

3 comentários:

  1. Ninguém muda, porque quase ninguém é corajoso o suficiente pra mudar. Ser covarde é bem mais cômodo. E triste.

    ResponderExcluir
  2. Stephanie Rodrigues15 de março de 2012 09:23

    "(...)nem vou contar o cabelo radicalmente. Vou dizer: “Só as pontinhas, por favor”, porque é isso que pessoas covardes como eu fazem." (isso me lembrou mto alguém [lala]
    É tão difícil admitir nossas fraquezas, nossa covardia, afinal, pra que assumir se podemos justificar?
    Você me fez pensar! =/

    Obs: Mandou mtooooo bem no texto Fe xD

    ResponderExcluir
  3. Fernanda, meu amor!
    Admiro como escreve bem. Fiquei me questionando se não somos muito exigentes. Não consigo vê-la de frente ao espelho sem que sua auto-estima seja elevada. Que sorriso é este? O cabelo lindo quando nos dá o prazer de deixá-lo solto. E o humor? Não pode ser visto no espelho mas pode ser curtido quando está ao lado daqueles que a amam como eu. Problemas? A vida não teria graça se não fossem os problemas. Eles existem para mostrar o quanto é guerreira, batalhadora. Particularmente não te acho nem um pouco covarde. Te admiro e te amo demais!

    ResponderExcluir

Ah...fala o que achou pô!

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...